Montevideo

CAPITAL DO PAÍS, ALT 43 m, POB 1.319.108 hab, BRASÍLIA 2.910 km

Fundada em 1724 pelo soldado espanhol Bruno Mauricio de Zabala, tem uma área de 201km² e situa-se na costa sul do país, na margem nordeste do rio da Prata. Até 1829, a Ciudad Vieja era rodeada por uma muralha que protegia a cidade de possíveis invasões. Em 1930, foi sede de todos os jogos da primeira Copa do Mundo de Futebol. Atualmente, é sede administrativa dos principais blocos comerciais da América Latina, Mercosul e ALADI. Além de ser o principal porto e centro comercial e universitário do país, a cidade também é o centro financeiro e cultural de uma área metropolitana cuja população ultrapassa 2 milhões de pessoas. Suas praias são caracterizadas por areias brancas e águas limpas, contornadas por uma longa rambla (avenida beira-mar) de 24km de extensão, muito procurada para passeios e prática de esportes. O moderno Aeropuerto Internacional de Carrasco atende voos nacionais e internacionais, conectando a cidade com destinos na América do Sul, América Central, América do Norte e Europa.

ATRAÇÕES:

Um dos maiores centros interativos de ciências do Uruguay, com 2.000m², está vinculado ao Laboratório Tecnológico do Uruguai (LATU). É um museu que busca fomentar o interesse pelos diferentes ramos científicos através de exposições interativas. Suas atrações incluem um labirinto de espelhos, de onde qualquer um sai tonto; uma sala inclinada, que quando vista através de um olho mágico altera a altura dos objetos; e uma sala "sem gravidade", onde, graças à perspectiva, faz parecer que o visitante flutua no ar. FECHADO ATÉ MAIO/2020.

Bolonia, s/n entre Av. Italia e María Luisa Saldún (em frente ao Portones Shopping)
Horário: Segunda a sexta 9h/17h, sábado 15h/19h. $U300.
Tradicional feira de rua sediada no bairro Cordón. É a maior e mais popular da cidade e onde se pode encontrar desde frutas, verduras e queijos a objetos de coleção, livros, discos, artigos para casa, roupas, artesanatos e animais de estimação.

Dr. Tristán Narvaja, 1545
Horário: Domingo, 9h/16h.
Oficialmente chamada Fortaleza General Artigas, foi construída em 1811 e protagonizou momentos importantes da história do país. Abriga um museu histórico militar e o primeiro farol do rio de la Plata. Em posição dominante sobre o monte mais elevado da região, a 132m de altitude, oferece excelente vista panorâmica da baía de Montevideo.

José Batlle esq. com Ordóñez, s/n
Horário: Quarta a domingo, 10h/17h. $U40.
Escultura de um homem na cor azul, curvando-se num gesto típico de saudação asiática. Com 6m de altura, a obra do escultor sul coreano Yoo Young-ho, simboliza o respeito e a paz entre as diferentes nações.

Juan M. Espinosa esq. com Av. Juana Pereyra - Buceo.
Inaugurado em 1868, tem um amplo espaço interno formado por uma área central com colunas. Externamente, sua estrutura de ferro se esconde por trás de uma outra de alvenaria, com vãos em forma de arcos semicirculares e portões de acesso. A oferta gastronômica que se destaca é a parrillada (churrasco), embora seja possível encontrar peixes e frutos do mar e empanadas. Imperdível experimentar a batata doce assada na lenha e depois tostada com muito açúcar.

Pérez Castellano esq. com Rambla 25 de Agosto de 1825
Horário: Diariamente, 9h30/17h.
Situado no 22º andar do edifício da Intendencia de Montevideo, com 77m de altura oferece uma vista panorâmica de grande parte da cidade. Tem uma cafeteria e loja de artesanatos.

Soriano, 1372
Horário: Diariamente, 10h/20h. Gratuito.
Fica no 26º andar do edifício sede da companhia de telecomunicações Antel. Tem 157m de altura e permite uma visão de grande parte da cidade. O complexo tem ainda uma praça interna, um pequeno museu de telefonia, auditório e murais do artista Joaquín Torres García.

Guatemala 1075 - Aguada
Horário: Segunda, quarta e sexta 15h30/16h/16h30/17h, terça e quinta 10h30/11h/11h30/12h. Gratuito.
Obra do escultor José Belloni, foi inaugurado em 1952 em homenagem às carruagens que transportavam passageiros antes do surgimento dos trens e de outros meios de transporte. Este belo monumento icônico fica a poucos metros da entrada do Parque del Prado.

Av. Agraciada esq. com Av. Delmira Agustini, 1082.
Fica num antigo casarão do século XIX e expõe vários objetos relacionados à história do voo 571 da Força Aérea do Uruguai, que caiu na Cordilheira dos Andes em 1972. O acervo reúne fotografias inéditas, desenhos explicativos, documentos originais, vestimentas e partes do avião sinistrado.

Rincón, 619
Horário: Segunda a sexta 10h/17h, sábado 10h/15h. $U250.
Construído em 1911, foi residência de Humberto Pittamiglio em Montevideo. Atualmente funciona como centro cultural e museu sobre a vida do arquiteto e político, com elementos únicos de arquitetura e decoração. Dentro do edifício, existem numerosos corredores estreitos, portas que levam a nada, janelas cegas e quartos com formas estranhas. A história do castelo é cercada por mitos e lendas, incluindo a qual se diz que teria abrigado o Santo Graal entre 1944 e 1956.

Rambla Mahatma Gandhi, 633
Horário: Terça a sexta 10h30/20h30, sábado e domingo 14h/20h30. $U300.
Acervo com exposição permanente de peças arqueológicas e etnográficas pertencentes a diferentes culturas originárias do continente americano e realiza pesquisas, exposições temporárias e publicações sobre vários aspectos vinculados com sua temática.

25 de Mayo, 279
Horário: Segunda a sábado, 10h30/8h. $U130.
Acervo com uma coleção composta por originais e réplicas de alta qualidade. Em suas salas permanentes, abrange obras da pré-história a Roma e uma coleção de arte ocidental que chega ao século XIX. Em sua reserva, são mantidas peças de arte oriental e islâmica, com as quais se realizam mostras temporárias. Sua coleção de arte pré-colombiana que inclui a arqueologia do Uruguay, é a mais importante em exibição no país e tem também uma sala destinada para a arte colonial americana. Entre suas coleções etnográficas, destacam-se as de tecidos maia-guatemaltecos (as maiores da América do Sul) e a arte africana.

Ejido, 1326
Horário: Terça a domingo, 12h/17h30. Gratuito.
É o primeiro e único museu do país dedicado ao automóvel e sua história. Mantido pelo Automóvil Club del Uruguay (ACU), foi fundada em 1983 e sua coleção inclui uma ampla gama de veículos a motor do final do século XIX até meados do século XX.

Colonia, 1251
Horário: Segunda a sexta, 14h/19h. $U200.
Situado dentro do legendário Estadio Centenario ★★, foi inaugurado em 1975. Mantém um acervo permanente sobre a história do futebol uruguaio desde seu início até os dias atuais, com mobiliário antigo e materiais sobre futebol internacional, além de projeções de imagens históricas. Inclui uma visita à tribuna olímpica do Estádio e ao mirante da Torre de los Homenajes.

Av. Américo Ricaldoni, s/n
Horário: Segunda a sexta, 10h/17h. $U150.
A coleção atual é composta por quase 4.000 peças em suporte plano e mais de 200 esculturas de diversas origens. Seu patrimônio se constitui de uma série de obras europeias do final do século XIX, juntamente com várias obras de artistas nacionais. A coleção reúne obras de Juan Manuel Blanes e Pedro Figari, compostas por pinturas a óleo, desenhos e esboços, bem como seus arquivos pessoais, com correspondências, objetos e documentos.

Av Millán, 4015
Horário: Terça a domingo, 12h/18h. Gratuito.
Fundado em 1949, seu acervo inclui um arquivo que contém milhares de fólios, cartas, desenhos, esboços, livros desenhados e manuscritos não publicados referentes a obra do famoso pintor uruguaio Joaquín Torres García. Devido a uma imensurável perda de 90% de sua obra original por conta de um fatídico incêndio ocorrido no Brasil em 1978, o museu exibe atualmente réplicas fotográficas dos trabalhos do pintor.

Peatonal Sarandí, 683
Horário: Segunda a sábado, 10h/17h45. $U170.
Inaugurado em 1928, é um edifício projetado pelo arquiteto italiano Mario Palanti. Com 95m de altura e 27 andares, foi por vários anos a torre mais alta da América do Sul. De estilo eclético e silhueta característica, converteu-se num edifício emblemático para a cidade, testemunhando os anos de prosperidade das primeiras décadas do século XX. No hall de entrada há cartazes em ordem cronológica relatando sua história.

Av. 18 de Julio esq. com Plaza Independencia
Horário: Diariamente 10h, terça, quinta e sábado 16h. Visita guiada (1h30). $U200.
Um dos espaços verdes mais amplos da cidade, com uma área de 43ha. Tem árvores enormes e centenárias e lugares tranquilos e sugestivos. Inclui um lago artificial com uma área aproximada de 17.059m² onde é possível alugar barcos a pedal, e também vários locais gastronômicos. O destaque para famílias com crianças é o Rincón de los Niños  (Bulevard General Artigas), uma área de recreação infantil e um parque de diversões, que concentra atrações como mini cidade, pequenos circuitos de carrinhos elétricos e xícaras giratórias, entre outras.

Rambla Presidente Wilson.
É uma parte remanescente da muralha que circundava a antiga cidadela, demolida em 1829. Símbolo da cidade, é um dos monumentos mais importantes da cidade. Fica na Plaza Independencia e marca a entrada para a Ciudad Vieja.
É uma longa avenida de 24km de extensão que percorre a orla do rio de la Plata, e ao mesmo tempo, uma importante via de circulação de veículos com calçadão para pedestres. Está cercada por várias praias. Tem início no final da Peatonal Sarandí (Casco Viejo) e segue até a ponte sobre o arroyo Carrasco na Playa Miramar.

Letrero

Outro símbolo da cidade, foi construído em concreto e instalado sobre uma base de cimento. Suas letras estão pintadas com tinta anti-grafite e possuem uma rede de luminárias que as destaca durante a noite. Fica na Rambla República del Perú.
Abriga 12.000 roseiras importadas da França em 1910. É composto por 4 grandes pérgulas de 60m de comprimento, coroadas por 8 cúpulas em estilo art nouveau, onde crescem rosas Banksias originárias da China. O centro é adornado por uma fonte de bronze cercada por 20 colunas. Desta fonte, partem 8 caminhos que levam a descobrir as mais de 300 variedades de rosas antigas e modernas que colorem a paisagem.

Av. Buschental esq. com Av. Delmira Agustini.
Inaugurado em 1856, possui características típicas de teatros líricos, com orquestra e 4 anéis conhecidos como "baixo tertulia", "tertulia alto", "panela" e "paraíso". Tem capacidade para 1.500 expectadores e oferece visitas guiadas que percorrem as salas de espetáculos e demais instalações significativas do edifício.

Buenos Aires, s/n
Horário: Terça a domingo, 11h/12h/16h. $U90.
É um centro de conservação de flora e fauna com mais de 500 animais de 33 espécies de todo o mundo, em uma área de 120ha, nos limites com os pântanos de Santa Lúcia.

Av. Luis Batlle Berres, Km 19,5
Horário: Quarta a domingo, 9h/17h (entre novembro e março até 18h). $U20.