Barra do Garças

ALT 322 m, POP 58.974 hab, CUIABÁ 522 km

ATRAÇÕES:

Localizada dentro de uma pousada com o mesmo nome, apresenta uma cavidade por detrás da cascata e tem uma linda piscina natural com peixes, muito propícia para banho e flutuação. Uma trilha leva a outras quedas existentes no lugar. Acesso pela BR-070, a 49km.

Horário: Diariamente, 8h/18h. R$10.
  • Cachoeira São Francisco 
Para visitá-la é preciso passar pelo interior de uma gruta, cuja boca se abre por trás do espelho d’água. A cachoeira despenca com velocidade e força violenta, num poço que não é apropriado para banho devido a pedras escorregadias. Trilhas curtas levam às piscinas naturais com águas tranquilas no rio acima da cachoeira, onde o banho é permitido e a locais que permitem observá-la do alto ou de sua base. Acesso por trilha difícil (1,5km). Localizada a cerca de 130km da cidade, pela mesma estrada de acesso ao Arco de Pedra, no Vale dos Sonhos.
Complexo com cerca de 15 cachoeiras de águas cristalinas que formam piscinas ideais para banhos relaxantes, escorregadores e hidromassagens naturais. Há também um mirante com vista espetacular para o cânion Bateia. A queda mais alta é a da Cachoeira Bateia I com 86m de altura, que despenca por um imenso paredão rochoso sobre um poço na mata fechada. Esta cachoeira só pode ser visitada com o acompanhamento de guias que conheçam a região, pois está numa área particular de acesso restrito. Outra cachoeira de destaque é a Cachoeira do Escorrega, com acesso por uma escada e uma queda de 3m que cai sobre o interior de um cânion. Fica na Serra do Taquaral, a 52km de Barra do Garças.
Voltada para o ecoturismo, promove atividades como trilhas, visitações à cachoeiras, flutuação e contemplação de paisagens. O destaque fica por conta da Cachoeira Azul, uma belíssima queda d'água paradisíaca, com um poço de águas esverdeadas e transparentes.

Rodovia MT-336, Km 23, a 49km da cidade.
É famosa pelas estranhas inscrições arqueológicas que possui. Por toda sua extensão existem marcas de pegadas petrificadas de pés de 3, 4 e até 6 dedos. Os índios Xavantes e Bororós contavam histórias sobre mitos relacionados a seres semelhantes a humanos com 6 dedos, que viviam na região junto com estranhos seres de 3 e 4 dedos. Segundo essas lendas, estes seres tinham aproximadamente 1,20m de altura e a cabeça desproporcionalmente maior do que o corpo. A área é protegida pela Aeronáutica e de difícil acesso. Só pode ser alcançada com guia, mas a visitação é controlada. O visitante só poderá ver a entrada da caverna, que está bloqueada por rochas. Acesso pela Estrada do Cindacta, a 9km.
Parque aquático de águas termais. Possui piscinas hidrotermais com temperaturas que variam de 31 a 43 graus. Também conta com piscina infantil, bar molhado, escorregadores com boias, toboágua e canal de flutuação. É mantido pela prefeitura da cidade, que todos os dias faz a troca das águas de suas piscinas.

Av. das Águas Quentes, s/n
Horário: Diariamente, 8h/21h. R$5.
Tem esse nome devido ao som parecido com um ronco que o vento faz quando bate nas rochas. Seus paredões rochosos alcançam mais de 700m de altura e proporcionam uma visão deslumbrante da cordilheira mato-grossense. Oferece trilhas, grutas e cavernas, além de abrigar cachoeiras, sítios arqueológicos e reservas indígenas. As principais trilhas são: Trilha do Dedo de Deus, que conduz a uma deslumbrante vista panorâmica a partir da pedra que é o símbolo da Serra do Roncador; e a Trilha das Torres Gêmeas que passa por um sítio arqueológico com pinturas rupestres de mais de 10.000 anos. A fauna e a flora do local também se destacam com a presença de tamanduá, emas, corujas e araras que podem ser observados durante um passeio pelo lugar. Os atrativos com acesso mais fácil estão no Vale dos Sonhos, à beira da BR-158, a 72km de Barra do Garças. A partir da estrada pode ser visto o "Bico da Serra", com curiosas formações rochosas esculpidas pelo vento. Outro ponto de interesse muito procurado pelos turistas é o mirante do Arco de Pedra, com vistas panorâmicas da região.