Salta

CAPITAL DA PROVINCIA, ALT 1.187 m, POB 608.400 hab, BUENOS AIRES 1.491 km

Fundada em 1582, está localizada a leste da Cordilheira dos Andes e é a sétima cidade mais populosa do país. É também centro de uma importante região agrícola, principalmente na produção de grãos como milho, tabaco, cereais, cana de açúcar, etc, que são exportados para a Europa e Estados Unidos. Famosa por sua arquitetura colonial, tornou-se um importante centro de turismo. O Aeropuerto Internacional General Martín Miguel de Güemes tem o maior tráfego aéreo do Noroeste Argentino e o quarto do interior do país.

ATRAÇÕES:

Ponto panorâmico a 285m de altura em relação à cidade. A subida até lá pode ser feita através do Teleférico, por estrada asfaltada ou por uma escadaria de pedra de 1.021 degraus que passa por estações de uma via crucis. Também é possível visitá-lo á noite para ver a cidade iluminada. No alto do morro, além do mirante, há galerias naturais ornamentadas com cascatas artificiais, uma confeitaria e lojas de artesanatos.

Complejo Teleférico

Percorre uma distância de 1.046m de extensão até o cume do Cerro San Bernardo. O trajeto de subida ou descida demora cerca de 8min. Conta com 20 cabines capazes de transportar em torno de 300 pessoas por hora. Sua estação de partida fica no Parque San Martín (Av San Martín esq. com Hipólito Yrigoyen).

Horário: Diariamente, 9h/18h30. AR$500. Subida/descida AR$300.
Trecho íngreme e em ziguezague de cerca de 20km localizado entre a zona de Maray, na Quebrada de Escoipe e a Piedra del Molino (3.348m), conectando o Valle de Lerma, onde fica Salta, com o alto Valle Calchaquí. A estrada está conservada, é larga, cascalhada e vai serpenteando durante toda a subida. Algumas centenas de metros antes de chegar ao topo, há um mirante de onde se pode avistar a vertiginosa encosta em quase toda a sua extensão. Ruta Provincial 33, a 83km.
Tem como função principal resguardar o achado arqueológico denominado “Los Niños del Llullaillaco”, através de um moderníssimo sistema de criopreservação, e ao mesmo tempo estudá-lo e divulgá-lo. As múmias de Llullaillaco, são 3 crianças congeladas de cerca de 500 anos em perfeito estado de conservação, que foram deixadas como sacrifício incaico no cume do vulcão Llullaillaco (6.739m de altitude).

Peatonal Florida, 20
Horário: Terça a domingo, 11h/20h. AR$200.
Localizado no antigo Cabildo de Salta, é o mais bem conservado do país. Possui 9 salas de exibição ao longo de 2 andares, onde estão preservadas peças e pinturas. Entre as salas de maior destaque estão a de Arqueologia que exibe elementos históricos da cidade; a que expõe objetos que pertenceram ao General Martín Miguel de Güemes e a sala de Arte Sacra com importantes peças de madeira.

Caseros, 549
Horário: Segunda a sexta 9h/14h, sábado 14h/18h30 e domingo 9h/13h30. Gratuito.
Apresenta mostras e coleções da produção artística de diferentes culturas da América do Sul e Central, desde a época pré-colombina até a atualidade.

20 de Febrero, 831
Horário: Segunda a sábado, 10h/13h e 16h/20h.
  • Tren a las Nubes
Linha C-14 da Ferrocarril General Manuel Belgrano, une as estações de Salta com La Polvorilla, na Cordilheira dos Andes. Conhecido como um dos 3 trens mais altos do mundo, atravessa o Valle de Lerma, indo até a região da Puna. São 434km (ida e volta), a uma altitude de 4.200m, cruzando 29 pontes e passando por 13 viadutos, 21 túneis e mais de 1.400 curvas. O trem tem capacidade para 468 passageiros e viaja a uma velocidade de 35km/h.

Ameghino, 660 - Estación Central de Trenes
Horário: 6h15 (check-in Plazoleta Antofagasta).
Saiba mais:

Tren a las Nubes