Angra dos Reis

ALT 6 m, POP 200.407 hab, RIO DE JANEIRO 156 km

Descoberta pelos portugueses em 1502, possui em seu litoral 365 ilhas. A maior parte da cidade é cercada por morros e suas atividades econômicas giram em torno do comércio, serviços, pesca, indústria naval, atividades portuárias e geração de energia. Sedia atualmente as únicas usinas nucleares em funcionamento no Brasil. Devido à beleza de suas praias, tornou-se um sofisticado destino turístico de importância nacional e internacional.

ATRAÇÕES:

Segunda maior ilha de angra dos reis e uma das mais procuradas por turistas, oferece ótima infra-estrutura de hospedagem e restaurantes e bares, passeios de barco, mergulhos e trilhas. Tem opções de praias para todos os gostos, desde as mais tranquilas, como as de mar agitado, ideais para surfe. A mais conhecida é a Praia do Dentista ou Jurubaíba. Acesso por barco ou escuna (35min), com saída do cais de Santa Luzia, no centro.

Praia do Dentista ou Jurubaíba

Com areia branca e fina, tem mar calmo e extremamente transparente. É pouco frequentada fora da alta temporada, mas bastante disputada na alta estação. O nome oficial é Jurubaíba, mas o apelido se deve a um dentista que mantinha uma casa na área. Normalmente, chega-se na praia de barco, mas há um outro acesso por trilha leve (30min), a partir da praia das Flechas. Localizada na parte de fora da Ilha da Gipóia.
Tem uma praia paradisíaca com areia branca e mar de águas tranquilas e cristalinas, mesclando entre o verde e o azul. Repleta de pitangueiras, é ótima para piqueniques. Faz parte dos roteiros comuns oferecidos pelas agências de turismo locais. Fica a menos de 500m do continente, com acesso por barco (10min), a partir do centro da cidade.
  • praias

da Figueira

Com mar de águas calmas e cristalinas, a árvore que dá nome à praia garante boa sombra. É alcançada por uma trilha íngreme ou através de uma grande escadaria entre a Pousada da Figueira e o Condomínio Ponta do Catador. É uma praia isolada e os acessos complicados somados à falta de estrutura garantem pouco movimento. Necessário levar comida e bebida. Fica a 7km do centro.

dos Maciéis

Maravilhosa praia de mar calmo e cristalino, com 200m de extensão e areia grossa e amarela. Tem acesso controlado pela Petrobrás, que mantém a limpeza e conservação do local. Trilha moderada (1h30), com início à esquerda do monumento "Náufragos do Aquidabã". Fica a 26km do centro.

Ilha Grande

É a maior ilha do estado com 193km² e relevo acidentado e montanhoso. Sua costa é recortada por inúmeras penínsulas e enseadas, chamadas "sacos", formando várias praias. A vegetação é formada por mata atlântica, mangues e restingas. A ilha oferece muitas alternativas turísticas, como passeios de barco, praias com águas calmas e próprias para surfe, trilhas ecológicas, mountain bike, além de algumas atrações históricas.
Uma cavidade na pedra com cerca de 30m de largura, formada por estreita passagem com cerca de 5m de profundidade, que leva a um salão subterrâneo de 60cm de altura, onde a água do mar forma um poço com um túnel submerso. A passagem de luz solar nesta fenda provoca o fenômeno da fluorescência. Para descer até a lá é preciso rastejar por quase 10m pela passagem estreita. Acesso pela trilha T7 (fácil, 5km ida e volta), a partir da praia Vermelha. Necessário autorização com moradores para visitas. Horário: Diariamente, 6h/18h15. R$20.
Piscina natural com fundo arenoso, algumas rochas e água predominantemente azul, localizada entre 2 ilhotas na região histórica de Freguesia de Santana. Por conta de seu visual cinematográfico, os moradores a batizaram com este nome, inspirados no famoso filme dos anos 1980. Entre as atividades oferecidas, é possível nadar, flutuar com “macarrões” e praticar snorkel. Acesso somente por barcos, escunas ou lanchas.
  • praias

de Lopes Mendes

Extensa, com areia branca e mar calmo, que apresenta diferentes tonalidades de azul e verde. Este lugar paradisíaco possui muitas sombras de árvores e pouca estrutura de quiosques, o que lhe confere um ar de praia deserta. O acesso é feito por barco (30min), a partir da Vila do Abraão até o cais de Palmas, de onde é necessário continuar por mais 20min por uma estrada íngreme.

do Caxadaço

No passado, muito usada como abrigo e esconderijo natural para embarcações, tem apenas 15m de extensão e está rodeada de matas e pedras. Com areia dourada e mar transparente, é ótima para quem busca por um cenário mais deserto e selvagem. Acesso pela trilha T15 por mata fechada, fácil com alguns alguns obstáculos, num trecho curto.
  • Trilha do Aqueduto e Cachoeira da Feiticeira
Ilha Grande é cortada por mais de 100km de trilhas, divididas em 16 rotas oficiais. Este roteiro é uma combinação das trilhas T1 (Vila do Abraão até Aqueduto, moderado, 1,9km, 1h30) com um trecho da T2, que segue do Aqueduto até a Cachoeira da Feiticeira (difícil, 3,6km). O Aqueduto foi construído em 1893, com pedras esculpidas por escravos e óleo de baleia. Possui 125m de extensão e 30m de altura. Junto à cabeceira do aqueduto, há uma pedra em forma de sofá, onde Dom Pedro II costumava se sentar para ler sobre botânica, escrever seus poemas e desenhar a paisagem dos jardins que pretendia construir; A Cachoeira da Feiticeira tem cerca de 12m de altura e pode ser acessada sem muita dificuldade. Há um poço médio para banho, ao lado da queda.