Santiago del Estero

CAPITAL DA PROVINCIA, ALT 182 m, POB 383.100 hab, BUENOS AIRES 1.047 km

Chamada “La Madre de Ciudades“, é a cidade mais antiga do país. Localizada às margens do rio Dulce, foi durante os séculos XVI e XVII, a origem e o centro da conquista armada e religiosa da Colônia Espanhola no atual noroeste argentino. Atualmente, é o principal centro administrativo, financeiro e comercial da província.

ATRAÇÕES:

É o Complexo Cultural mais importante do norte argentino. Nele estão os 3 museus provinciais: o Museo Histórico, o Museo de Ciencias Antropológicas y Naturales e o Museo de Bellas Artes. Além dos museus, possui um auditório para atividades acadêmicas, musicais, institucionais, etc, uma sala de grandes exposições para mostras temporárias, oficinas, um imenso hall central com uma fonte antiga e diversos espaços como galerias, corredores no subsolo e pátios da construção original. O edifício do século XIX, foi a antiga Casa de Gobierno. O passeio por suas galerias e salões permite recriar uma parte importante da história e da cultura santiagueña.

Av. Libertad, 439
Horário: Segunda 18h/22h, terça a sexta 9h/21h e sábado e domingo 10h/21h.
Situado às margens do rio Dulce, é um lugar repleto de árvores, principalmente eucaliptos, sendo o local preferido para lazer e descanso da população. É muito procurado por adeptos de práticas esportivas e conta com um minizoo, brinquedos infantis e área para churrascos. Está localizado a 4 quadras da Plaza Libertad, no centro.

Olachea, s/n.
Símbolo da cidade, foi inaugurada em 1927 e une a capital à cidade de La Banda, atravessando o rio Dulce. Construída em aço, tem 12 trechos e um vão livre de 70m. Ruta Nacional 64, 3km do centro.