Vitória

CAPITAL DO ESTADO, ALT 12 m, POP 363.140 hab, BRASÍLIA 1.273 km

Atualmente considerada uma das três melhores capitais brasileiras em qualidade de vida, é uma das cidades mais belas e limpas do país. Abriga casarões coloniais, escadarias, monumentos históricos e muitos parques. Tem um comércio bastante ativo e um movimentado complexo portuário. Conta com o Aeroporto Eurico Salles, que opera voos nacionais para várias cidades.

ATRAÇÕES:

Roteiro interpretativo sobre a conservação das tartarugas marinhas no Brasil, biologia das espécies, espaços temáticos sobre a Foz do Rio Doce e a Ilha da Trindade, principais locais de desova das tartarugas no estado. Conta ainda com dois tanques iniciais com espécimes de tartarugas verde e cabeçuda e um mirante com vista para a baía de Vitória.

Av. Nossa Senhora dos Navegantes, 700A - Enseada do Suá
Horário: Terça a domingo, 8h30/17h. R$14.
Casarão colonial construído em 1780, antiga sede da Fazenda Jucutuquara. Acervo com objetos sobre a vida cotidiana no século XIX.

Av. Paulino Muller, s/n - Jucutuquara
Horário: Terça a sexta 9h30/16h30, sábados, domingos e feriados 13h/17h. Gratuito.
Totalmente urbanizada, tem 6Km de extensão e está ladeada por coqueiros. Suas areias finas e amareladas propiciam lugares calmos para banho e pontos com ondas mais fortes para a prática de surf. Possui calçadão em toda a sua extensão e muitos quiosques e restaurantes. Conta com um píer na parte central, muito procurado para pesca com vara, e com outro píer na parte sul, onde são atracados barcos de passeio.

Av. Dante Michelini a partir da Ponte de Camburi.
Construído por jesuítas em 1570, passou a funcionar como sede oficial do governo do Estado em 1798. Desde 1922, abriga o túmulo simbólico do padre Anchieta. A visita guiada ao palácio é um programa cultural belíssimo e gratuito.

Pça. João Clímaco, s/n - Cidade Alta
Horário: Terça a sexta 9h/17h, sábado 10h/17h, domingo 10h/16h.

Escadaria Bárbara Lindenberg ★★

Construída em 1883 no lugar onde havia antes a Ladeira Padre Inácio. É uma bela construção, ornada por seis belas esculturas em estilo neoclássico onde se contam 56 degraus intervalados por 4 ordens de degraus e 4 planos calçados. Larga e imponente, possui uma fonte artificial em sua base.

Av. Jerônimo Monteiro - Centro.
Localizado no Maciço Central da Ilha de Vitória, possui 218ha e vegetação característica de Mata Atlântica. Entre as espécies encontradas no parque estão répteis (jibóias), invertebrados (borboleta azul e olho-de-coruja), mamíferos (saguis, tatu, porco espinho, quatis, morcegos) e aves diversas. Em suas encostas, estão localizadas várias fontes, bicas e trilhas. No seu ponto mais alto, a 309m, encontram-se suas principais atrações: os mirantes naturais. Do Mirante do Sumaré avistam-se o centro de Vitória e as cidades de Cariacica e Vila Velha. O acesso é pela trilha da Pedra da Batata (fácil, 300m, 5min), que parte da sede administrativa. A pedra que dá nome à trilha, fica logo no seu início. Para chegar ao Mirante da Cidade, com vistas para Camburi, Praia do Suá e Terceira Ponte, o caminho é pela rua interna do parque, passando ao lado das torres instaladas no topo do morro.

Av. Serafim Derenzi (Estrada Tião Sá) - São Pedro
Horário: Terça a domingo, 8h/17h. Gratuito.
Inaugurado em 1912, é o parque mais antigo da cidade. Em seus 24.000m² possui lago com ilhas, cortado por pontes de concreto que imitam a textura de troncos, concha acústica, playground e equipamentos para ginástica.

Av. República - Centro
Horário: Terça a domingo, 5h/22h. Gratuito.
Com área de cerca 69.000m², tem trilhas entre nascentes e riachos, e exuberante vegetação de Mata Atlântica. Logo na entrada, sobre uma grande rocha, está a estátua de uma onça-pintada. Escadarias e caminhos íngremes dão continuidade ao passeio. Pequenos animais como saguis, coelhos e lagartos podem ser vistos no parque. Há 3 opções de passeio. O gratuito que permite caminhar pelas trilhas sinalizadas com placas indicativas; o explicativo com acompanhamento de guia até um sítio arqueológico (fácil, 1h, R$10), ou o mais longo (fácil, 3h, R$20) que percorre todo o parque e vai a dois mirantes naturais com ótimas vistas: o Morro do Vigia e a Pedra do Urubu.

R. Barão de Monjardim - Centro
Horário: Diariamente, 8h/17h.
Com área de 100.005m², seu nome deriva de uma grande pedra esculpida pela natureza que repousa sobre outra rocha. Pelo seu formato e comportamento geológico, esta pedra se descama como se fossem as palhas de uma cebola. O parque possui um lago, um mirante e pequenos animais, como aves, coelhos e tartarugas.

R. Ana Viêira Mafra, s/n - Mata da Praia
Horário: Terça a domingo, 5h/22h. Gratuito.
Bloco granítico com 296m de altitude com dois olhos esculpidos na rocha pela erosão. Integra uma Área de Proteção Ambiental, porém não há portaria e nem infraestrutura no local, apenas trilhas abertas na mata.

R. José Malta - Fradinhos.
Localizada na orla marítima, está rodeada por coqueiros. Possui um calçadão de 430m, quadras esportivas e pistas de skate. Há também o Monumento ao Ano Internacional da Paz, composto por duas esculturas côncavas feitas em concreto e cobertas de pastilhas coloridas, que representam os hemisférios da Terra. Nos finais de semana, acontece uma feira de artesanatos e culinária típica (18h/22h).

Av. Saturnino de Brito, 1075 - Praia do Canto.
Construído em 1925, tem 34m de extensão por 7m de largura. Seu objetivo era fazer a ligação entre as ruas Dom Fernando e Francisco Araújo para a passagem do bonde que circulava na época.

R. Caramuru - Cidade Alta.