Villavieja

ALT 430 m, POB 7.309 hab, NEIVA 37 km

ATRAÇÃO:

Segunda maior zona árida da Colômbia depois da Península de La Guajira, é um dos cenários naturais mais atrativos do país. Tem 2 cores bem características: ocre no setor de Cuzco e cinza na área de Los Hoyos, ambos enfeitados pelo verde dos cactos. Não é exatamente um deserto, mas uma floresta tropical seca. Seu nome foi atribuído pelos espanhóis, referindo-se à cascavel e não, como se poderia pensar, às inofensivas cobras pretas. O lugar, durante o período terciário, foi um jardim com milhares de flores e árvores, que aos poucos secaram até virar um deserto. Com uma paisagem composta por formações geológicas, sua área cobre 330km². Localizado perto do centro urbana de Villavieja, é uma zona muito erodida, atravessada por cânions secos que se desenvolvem temporariamente nos meses de inverno. Essas formas misteriosas são criadas em superfícies de argila, gerando ravinas labirínticas na paisagem que podem atingir até 20m de profundidade. Dadas suas condições geográficas, as temperaturas ao longo do ano costumam ser muito elevadas, ultrapassando os 40ºC, mesmo nas épocas de chuvas, que costumam ser muito escassas na região. Ali existem poucos animais e plantas que se adaptaram perfeitamente às condições mínimas de umidade e altas temperaturas. Fica a 6km da cidade.

Piscina Los Hoyos ★★★

Piscina natural com águas cristalinas que refletem o azul do céu. Está localizada na área cinza (Los Hoyos). É um verdadeiro oásis e um dos marcos do Desierto de la Tatacoa, não só pela vista que oferece, mas também porque depois de uma caminhada, dá para desfrutar do frescor de suas águas. COP$8000.