Barichara

ALT 1.336 m, POB 7.215 hab, BUCARAMANGA 121 km

Na língua indígena guane, seu nome significa “lugar bom para descanso”. É popularmente conhecida por ser a cidade mais bonita da Colômbia, motivo pelo qual foi agraciada com o título de Monumento Nacional. Fundada em 1705, é reconhecida por suas construções do final do século XVIII. Destaca-se por suas ruas e calçadas forradas de pedras amarelas, praças arborizadas e fachadas de paredes caiadas nas casas sempre brancas, com janelas coloridas e muros largos , cobertas com telhas de barro. O setor antigo foi declarado patrimônio cultural do país em 1978. Na Calle Real podem se ver lojas de artesanato e belas casas. No final da Calle 5, no cruzamento com a Calle 1, pode ser apreciada um das vistas mais bonitas da cidade.

ATRAÇÕES:

Este trajeto foi declarado Monumento Nacional em 1988. Começa em Barichara e termina em Guane. A Glorieta Piedra de Bolívar é o ponto de partida e através dele se vive uma maravilhosa experiência de ecoturismo (dura cerca de 2h). É um caminho reabilitado sobre o traçado original de pedra, que já foi um percurso movimentado para os primeiros habitantes. O caminho empedrado tem aproximadamente 6km de extensão e, em geral, o caminho é bastante plano. É preferível caminhar cedo para evitar o sol do meio-dia e fazê-lo no sentido Barichara-Guane, que é descendente. Depois, pode-se voltar de ônibus (a cada 2h).
Monumento da simplicidade democrática, está localizada no extremo sul de Barichara. Em sua fachada, uma placa de bronze menciona o nascimento do ex- presidente colombiano Don Aquileo Parra Gómez. Um pequeno museu ilustra-nos sobre sua vida e obra.

Carrera 1, #66.
É um mirante natural composto por um conjunto de rochas, que permite ao turista um olhar único da bela paisagem ao redor da cidade. De lá é possível avistar o cânion do rio Suárez. Acesso pela estrada centra, seguindo um caminho agradável e tranquilo.
Ao longo da Calle 1, encontram-se 2 mirantes, sendo um deles com uma extensão de 600m, de onde se avista a paisagem formada pela bacia do rio Suárez e o grande cordão de montanhas da Cordillera de Lloriquíes.
Formado por pastagens repletas de grama e jardins sombreados por diversos tipos de arbustos, é atravessado pelo riacho Barichara, cujas águas cristalinas correm por um lajeado de pedra, precipitando-se em uma pequena cascata para formar um belo poço, do qual deriva o nome deste lugar. Atualmente, pertence ao Restaurante Barichara a La Piedra, que serve carne de boi, de porco, mariscos e peixes grelhados sobre pedras vulcânicas. À noite, oferece sanduíches, hambúrgueres e pernis de porco grelhados. Está localizado 700m antes da entrada da cidade.
Construção colonial similar à Puente de Boyacá, em cujos arredores ainda existem vestígios das trilhas de mulas reconstruídas pelo alemão Geo Von Lenguerque na década de 1870.