Cartago

CAPITAL DA PROVÍNCIA, ALT 1.435 m, POB 147.898 hab, SAN JOSÉ 24 km

Fundada em 1563 pelo conquistador espanhol Juan Vázquez de Coronado na confluência dos rios Purires e Coris, foi a primeira capital da Costa Rica, durante o período colonial (1563 a 1824). Ao longo de sua história, foi severamente castigada por fenômenos naturais, sendo gravemente danificada por uma erupção vulcânica em 1732 e por terremotos em 1822, 1841 e 1910. Grande parte de sua economia provém de produtos agrícolas da região.

ATRAÇÃO:

Casa mais emblemática da cidade, foi comprada por catálogo e trazida da Itália para o país pela família Jiménez Sancho, logo após o terremoto de 1910. Montada em 1911 em estilo vitoriano com formas arquitetônicas extremamente versáteis, tem uma construção nova e um sistema de construção leve, assentado num esqueleto de madeira forrado em ambos os lados por chapas metálicas decorativas, resguardado por paredes e um sóbrio trabalho de ferreiro, com as suas fachadas simétricas e uma elegante torre. Localiza-se no lado norte do templo dos padres capuchinhos, a apenas 100m das Ruinas de la Parroquia Santiago Apóstol.
Fundada entre 1577 e 1580 por padres franciscanos. Com o tempo, o edifício foi danificado por constantes terremotos e foi reconstruído várias vezes. Foi consideravelmente danificado pelo terremoto de Santa Monica (1910) permanecendo em ruínas desde então. Atualmente, oferece aos visitantes um pulmão natural no meio da região central da cidade. Dentro do edifício inacabado é possível desfrutar de jardins com muita sombra e observar espécies de aves multicoloridas, dentre as quais se destaca o yigüirro, ave nacional. Durante os meses de dezembro, o local se transforma num enorme presépio de Natal, com montagens em tamanho real e animais de fazenda. Estão localizadas no centro da cidade, entre as Avenidas 2 e Central.

Horário: Terça e quinta 8h/12h e 13h/16h, sábado e domingo 8h/16h. Gratuito.