Fiambalá

ALT 1.505 m, POB 4.693 hab, SAN FERNANDO DEL VALLE DE CATAMARCA 327 km

Conserva uma modesta fisionomia edílica caracterizada por suas paredes de adobe. A igreja de San Pedro construída em 1770, está no final da chamada Rota do Adobe, um roteiro que testifica o colonialismo nessa isolada região do país e se converteu numa herança cultural de mais de 200 anos. A economia local se baseia no turismo e na produção agrícola. A cidade integra uma rota de vitivinicultura que aliada à sua paisagem singular, se destaca entre os principais circuitos de vinhos finos e artesanais argentinos.

ATRAÇÕES:

Uma imensa extensão de gigantescas montanhas de areia desenha essa deslumbrante paisagem. Um paraíso para off roaders e destino certo para quem curte sandboard e passeios com quadriciclos, este deserto branco é um convite à aventura. Com mais de 2.000m de altura, segundo afirmações de especialistas, estas dunas desfrutam do perigoso privilégio de serem as mais altas da América Latina. 

Acesso pela Ruta Provincial 34, 25km.
Na verdade, são 4 lagoas que espelham o solo e atraem diferentes formas de vida em meio a uma imensa salina que lhes confere a intensa cor turquesa. Além de apresentar o solo branco que dá a impressão de se misturar ao infinito, estão cercadas por 7 dos 12 vulcões mais altos do mundo, superando os 6.500m de altitude. Ocupam o fundo de um profundo vale quase circular, rodeado por montanhas cobertas de neve e geleiras.

Acesso pela Ruta Nacional 60, a 80km de Fiambalá. Na altura da localidade de La Coipa, há um refúgio, a 3.100m de altitude, onde é possível acampar antes de seguir até a lagoa (subida somente com veículos 4x4). Este refúgio se encontra a 2km ao norte da Ruta Nacional.
O prédio abriga dois museus. O Museo del Hombre nasceu da descoberta de três corpos naturalmente mumificados, durante a construção da Ruta Nacional 60 em direção a Paso de San Francisco. Estes eram provenientes de cemitérios de povos originários e datam cerca de 500 anos. Suas 3 salas exibem peças de culturas locais (pituiles, mayupucas, fiambalaes e watungastas) e coleções antropológicas e arqueológicas que datam do ano 1400 aC.

Dedicado às expedições que conquistaram as montanhas da região, o Museo de los Seismiles tem no acervo uma importante coleção de roupas e objetos antigos, como botas de montanha usadas desde 1920, aquecedores, entre outros.

Abaucán, s/n.
Horario: Quarta a segunda, 9h/12h e 15h/21h.
Trecho da Ruta Nacional 60 que se constitui num roteiro turístico da Cordilheira dos Andes, passando muito perto dos vulcões mais altos do planeta. São mais de 14 picos agrupados, muitos dos quais, com mais de 6.000m de altitude. É considerada a segunda região mais alta do mundo depois do Himalaia. Destaque para o Monte Pissis, com 6.792m, o vulcão inativo mais alto do mundo que disputa com o seu vizinho, Ojos del Salado (6.864m), o posto de segundo pico mais alto da América.

Ruta Nacional 60 sentido Chile, saindo de Fiambalá até Paso San Francisco, num trajeto de 200km (3h). Já nos primeiros 50km, há uma elevação de 1.500m para 3.000m e continua até exceder 6.000m em Paso de San Francisco. Não possui serviços e postos de combustíveis (encher o tanque antes de partir), mas há locais para hospedagem. Na fronteira internacional, a Dirección Nacional de Vialidad, ofecere água e banheiros aos visitantes.
Complexo de águas hipertérmicas, alcalinas, hipotônicas e ricas em algas verdes, cuja temperatura varia de 38ºC a 70ºC. Possui um total de 14 piscinas inclinadas, nas quais vertem águas termais de diferentes temperaturas. Além das piscinas de água corrente, conta com banheiras de hidromassagem, banhos termais com jatos, duchas térmicas, e oferece sessões de massagens relaxantes e descontracturantes. Suas águas sedativas e oxigenantes, são altamente recomendadas para o tratamento de distúrbios nervosos, estresse, artrites, reumatismo e doenças da pele.

Acesso por um caminho de cascalho a leste da cidade, 14km.
Diariamente, 8h;1h30.