Río Gallegos

CAPITAL DA PROVINCIA, ALT 6 m, POB 107.000 hab, BUENOS AIRES 2.507 km

Conhecida como “Cidade dos Ventos” devido as freqüentes massas polares oriundas da Antártica que passam pela cidade, apresenta relevo plano e seco. Fora do raio urbano, seu principal atrativo é a Reserva Faunística Cabo Vírgenes, uma das maiores colônias de pinguins da América do Sul que abriga, de outubro a abril, mais de 150.000 pinguins de Magalhães.

ATRAÇÕES:

Casa na qual o Tenente Naval Juan Manuel Gregores governou o território nacional entre 1932 e 1945. Exibe em suas 2 salas principais fotografias de Río Gallegos nas décadas de 1930 e 1940 e outras referentes a aspectos de seu governo.

Alcorta, 475
Horário: Segunda a sexta, 9h/13h.
Funciona na casa considerada a mais antiga ainda em pé na cidade. O acervo distribuído em 6 salas, é composto por objetos pertencentes às famílias pioneiras da região e relatos históricos de Río Gallegos.

Alberdi esq. com Sebastián Elcano
Horário: Segunda a sexta, 10h/20h. Gratuito.
Conta com 4 salas de exibições e um acervo patrimonial com maquetes de aviões, barcos, helicópteros, submarinos; uma representação estática com perfil tridimensional que situa o visitante no tempo e espaço, complementando-se com fotografias. As obras expostas foram realizadas por Daniel González, um veterano de guerra.

Luis Pasteur, 72
Horário: Segunda a sexta 11h/16h30, sábado e domingo 10h/17h.
Com uma área de 1.230ha, foi criada com o objetivo principal de preservar as colônias de pinguins de Magalhães, e também preservar a fauna em geral e o patrimônio histórico cultural. A região abriga uma colônia de pinguins de Magalhães com aproximadamente 250.000 indivíduos. É a colônia de pinguins continentais mais ao sul do mundo e a segunda em tamanho populacional no país. Acesso pela Ruta Nacional 3 e Ruta Provincial 1, a 129km do centro.