San Martín de los Andes

ALT 640 m, POB 22.432 hab, NEUQUÉN 423 km

ATRAÇÕES:

Salto com mais de 20m de altura, formada pelo rio Filuco. Com uma força incontrolável, a cachoeira se divide entre as rochas, abrindo-se em 2 véus, proporcionando um dos melhores cenários naturais da região. Um amplo mirante às margens da rodovia permite desfrutar da espetacular vista panorâmica de suas águas percorrendo o caminho entre a floresta e as pedras. Acesso pela Ruta Nacional 234, a 46km da cidade.
É considerado um dos centros de esqui mais seguros da Patagônia. Em uma área de 140ha, conta com 22 circuitos de variados obstáculos e excelente condição de neve, que permitem a prática de diferentes modalidades. Possui pendentes que variam entre os 20 e 45º e um desnível de 730m. Também oferece passeios de snowmobile e trenós puxados por cachorros e caminhadas pelo bosque nevado.

Ruta Provincial 19 Km 12, a 19km da cidade. 
Horário: Diariamente, 9h/17h. AR$1600.
Saiba mais:

Chapelco Ski Resort
Situado num prédio totalmente construído em madeira (1946), apresenta painéis dinâmicos e informativos que recriam a vida do líder revolucionário, com uma biografia ágil, acompanhada por fotografias inéditas. Os painéis temáticos que completam a mostra, revelam a visão de Che sobre os trabalhadores, a juventude, sua concepção do novo homem, a família e Fidel Castro. Uma ambientação com fardos de pasto recria o espaço onde Guevara e Granado pernoitaram no verão de 1952.

Rudecindo Roca esq. com Sarmiento
Horário: Segunda, terça, quarta e sexta, 10h/13h e 17h30/20h. AR$70.
Com uma área de 412.000ha, conserva e protege uma importante porção de bosque andino-patagônico, da formação denominada de selva Valdiviana, sendo compostos principalmente por árvores de grande porte da família das coníferas e fagáceas, algumas das quais centenárias. Encontram-se no parque árvores como coihues, lengas e araucárias (ou pehuén) e o austrocedrus (ou cipreste patagônico), entre outras. Destaca-se, sobretudo, pelo Volcán Lanín permanentemente nevado, por 24 esplêndidos lagos glaciais, rios, saltos e cascatas, como a Cascada Chachín, que se encontram em seus limites.

Centro de Informações: Emilio Frey, 749. AR$400.

Cascada Chachín

Salto sobre o rio Chachín, situado no Parque Nacional Lanín. A queda de água tem aproximadamente 30m e está cercada por um bosque cerrado. Um mirante estrategicamente localizado permite desfrutar da beleza do salto e seu entorno natural. O acesso faz parte de um roteiro turístico que inicia na desembocadura do rio Hua-Hum e avança margeando o Lago Nonthué, o rio Chachín e termina no lago Queñi. Do caminho parte uma trilha curta com cartazes interpretativos que leva até o salto. O acesso ao roteiro parte da Ruta Provincial 48. Horário: 10h/22h. Fica a 44km da cidade.

Cascada El Saltillo ★★★

A queda de 25m de altura é uma das cascatas mais lindas do Parque Nacional Lanín. Permite que o visitante chegue por trás do véu d'água, obtendo uma vista panorâmica completa da bacia dos lagos Huechulafquen e Paimún. A trilha para a cascata começa a partir de Piedra Mala (35min). Acesso pela Ruta Provincial 61, a 103km da cidade.

Lago Huechulafquen ★★★

É o lago mais extenso do Parque Nacional Lanín. Forma parte de um importante sistema lacustre junto com o Lago Paimún. Se estima que sua profundidade alcance até 500m. Fica a 81km ao norte da cidade.

Lago Lolog ★★★

É um lago de origem glacial, que ocupa um estreito vale perpendicular à Cordilheira dos Andes. Está rodeado de um denso bosque andino patagônico, formado especialmente por lengas e coihues. Está parcialmente situado dentro do Parque Nacional Lanín, sendo acessível por meio de uma boa estrada de cascalho, a 20km da cidade.

Lago Nonthué ★★★

É um lago de origem glacial da vertente do Pacífico da Argentina, formando parte da bacia alta do rio Valdivia, no Chile. Considerado como a parte ocidental do lago Lácar, estando separado do corpo principal do mesmo por um estreito de 50m de largura. Possui uns 4km de comprimento na direção norte-sul e 1,6km de largura em sua parte central. Situado dentro do Parque Nacional Lanín, possui praias de areia e baías rodeadas por bosques da selva valdiviana. Acesso pela Ruta Provincial 48, a 37km da cidade.

Lago Paimún ★★★

Com 16km², está cercado por montanhas nevadas e frondosos bosques, onde habita uma variada fauna, rica em cervos colorados, raposas, javalis, lebres, carcarás, etc. Está ligado ao Lago Huechulafquen por um estreito de uma centena de metros. Em determinado ponto, é um braço do mesmo, mas é tradicionalmente identificado como um lago à parte. De qualquer ponto do lago é possível observar o imponente Volcán Lanín, que dá nome ao Parque Nacional. Suas costas ao norte são planas, de areia vulcânica escura e muito boas para praia. Esta área é ideal para caminhadas, camping e pesca. Fica a 103km da cidade.

Laguna Verde ★★★

Espetacular espelho de água de origem vulcânica, deve seu nome ao tom que adquire ao refletir em sua superfície o bosque circundante, oferecendo uma paisagem de singular beleza cênica. Formada como consequência de uma erupção vulcânica que obstruiu as águas do rio Verde, originando um autêntico dique de contenção. Acesso pela Ruta Provincial 62, a 85km da cidade.

Mirador Arrayanes ★★★

Um dos pontos panorâmicos mais bonitos e de fácil acesso, possui excelentes vistas do lago Lácar, de toda a costanera e do centro da cidade. Acesso pela Ruta Provincial 19, a 4km da cidade.

Volcán Lanín ★★★

Principal atração do Parque Nacional Lanín, este majestoso vulcão coberto de neve (3.776m) atrai muitos caminhantes e alpinistas. A subida ao seu cone perfeito é um desafio físico difícil, normalmente feita durante 2 dias pela sua face norte.