Cruzeiro do Sul

ALT 182 m, POP 82.622 hab, RIO BRANCO 636 km

É a segunda cidade mais importante do Estado do Acre e está localizada às margens do rio Moa. Sua paisagem urbana é marcada pela Catedral em forma octogonal, construída em 1957 em estilo germânico. Para chegar até lá, o acesso é pela rodovia BR-364 (intransitável nas épocas de chuvas) ou por via aérea. Conta com um Aeroporto Internacional, que apesar do nome, oferta voos regulares apenas para Rio Branco e Manaus.

ATRAÇÃO:

Tem 843.000ha e seu ponto de partida fica na confluência dos rios Moa e Azul. Inúmeras corredeiras, piscinas naturais e cachoeiras fazem deste parque o lugar mais belo do estado do Acre. A fauna local tem cerca de 30 espécies ameaçadas e 485 espécies diferentes de aves. O parque não tem infraestrutura. Entre as muitas cachoeiras, merecem destaque a Cachoeira do Amor, do Ar Condicionado e Formosa.

O acesso é difícil e as distâncias são grandes, mas quem foi até lá gostou muito. Dos municípios abrangidos pelo Parque Nacional, Cruzeiro do Sul é o que oferece a melhor infraestrutura, porém a cidadezinha mais próxima é Mâncio Lima, a 33km de ônibus de Cruzeiro. A partir dela, só é possível continuar de barco. Vale a visita para quem tem espírito de aventura, pois além das muitas horas de viagem, o viajante terá que se hospedar ou na cabana da base do parque ou em casa de ribeirinhos.

Cachoeira do Amor

É composta por uma piscina natural de pedra que lembra um pequeno cânion. Acesso a partir da base do Ibama por trilha (fácil, 30min).

Cachoeira do Ar Condicionado

Queda de água gelada vinda da montanha. Quando a água cai, forma uma corrente de ar frio no lugar, por isso o nome de "Ar Condicionado".

Cachoeira Formosa

A mais bela da Serra do Divisor, possui 3 quedas, cada uma com cerca de 3m de largura. O cenário se completa com a formação de uma piscina natural de águas escuras no pé da cachoeira.
Saiba mais:

ICMBio/Serra do Divisor

Blog do Divisor

Mochileiros.com

FuiGosteiContei