Felipe Guerra

ALT 100 m, POP 5.972 hab, NATAL 354 km

ATRAÇÕES:

Cartão postal do município, é a maior cachoeira do Estado. Queda de cerca de 15m de altura com muito volume de água durante o inverno, transformando completamente a paisagem árida do Sertão potiguar. Em sua base, surge um poço com 15m de profundidade. Está localizada no Sítio Brejo, a 5km da cidade. Essa cachoeira não é perene, só aparece na época das chuvas.
Extremamente conservada, esta caverna é caracterizada pela grande quantidade de espeleotemas e pela presença de estalactites. Formada há milhões de anos pela ação da natureza, tem esse nome devido á semelhança com um grande salão de uma catedral. Localizada a sudoeste do Lajedo do Rosário, tem acesso difícil. A entrada é através de uma fratura na rocha, descendo por um pequeno lance vertical, sendo necessário se apoiar nas aberturas da parede. Não possui nenhuma infraestrutura e deve ser visitada com acompanhamento de um guia.
  • Caverna de Trapiá
Com 2.302m de projeção horizontal, é a maior caverna do Estado e reúne tesouros naturais como fósseis e formações rochosas raras na região. Foi encontrada em 2003 por meio de um trabalho de prospecção iniciado após análise de imagens de satélite. É também, a maior caverna do país em rochas do período Cretáceo, que corresponde entre 144 a 65 milhões de anos atrás. Abriga formações rochosas incomuns na região, como helictites (formações de superfície irregular, com protuberâncias que crescem para cima), velas (formações que crescem a partir do chão em direção ao teto) e o primeiro registro de flores de gipsita (conjunto de cristais estriados e retorcidos) no Rio Grande do Norte. Está localizada no Lajedo do Trapiá, mas não é aberta a visitações, apenas pesquisas exploratórias.