Vitacura

ALT 708 m, POB 85.384 hab, SANTIAGO 14 km

Sua história remonta à chegada dos Incas, quando parte deles se fixou na margem oriental do rio Mapocho. Um dos caciques mais importantes convocado por Pedro de Valdivia foi Vitacura, cujo nome significa Pedra Grande. Cercada por áreas planas e montanhosas, oferece belas áreas verdes e uma ótima qualidade de vida.

ATRAÇÕES:

Inaugurado em 2007, reúne, preserva e expõe peças de vestuário doadas ou adquiridas em leilões internacionais. Suas instalações estão localizadas na antiga residência da família Yarur Bascuñán, fundadora da fábrica de algodão Yarur. Museu de padrão internacional, abriga uma importante e única colecção de têxteis, trajes, acessórios, artes decorativas, esboços e documentos históricos pertencentes à cultura ocidental. Além disso, inclui uma coleção esportiva dedicada ao tênis e ao futebol. Das mais de 15.000 peças que possui, destacam-se as peças do século V a.C. até os dias atuais, concentrando-se nas décadas de 1950 e 1960.

Av Vitacura, 4562
Horário: Terça a domingo, 10h/18h. CLP$5200.
Saiba mais:

Museo de la Moda
É uma das principais áreas verdes da Grande Santiago, com uma área total de 27ha que se estende ao longo da margem oriental do rio. Possui cerca de 4.000 árvores, das quais mais de 1.300 são espécies nativas. Seu grande atrativo é a Laguna Norte, com entrada pela calle Isabel Montt, onde convivem cisnes de pescoço negro, flamingos, taguas, garças e triles (sargentos). Tem ainda áreas gramadas para piqueniques, um lago com carpas koi e flamingos, além de modernos edifícios cívicos, como o da Municipalidad de Vitacura. Situa-se junto ao rio Mapocho, entre o entroncamento rodoviário Pérez Zujovic e a calle Isabel Montt.

Bicentenario, 3236
Horário: Diariamente, 8h/20h.